Memórias online

Venho estudando sobre o modo como a memória, tanto pessoal quanto coletiva, aparece no contexto da web. Penso que diversas formas de registro que vamos deixando na rede ajudam a contar nossa história, bem como a dos acontecimentos, lugares e pessoas sobre as quais falamos.

Assim, quando compartilhamos algo no Twitter, fazemos check-in no 4Square ou simplesmente postamos uma foto no Flickr, estamos contando um pouco sobre nós mesmos. E as ferramentas de busca, bem como outras funcionalidades, nos ajudam a visualizar tudo isso de maneira a dizer: “Nossa, mas já faz tanto tempo?” ou ainda “Nem lembrava de ter publicado isso”. A Timeline do Facebook não me deixa mentir sobre essa tendência: estamos sim compartilhando nossas memórias na internet.

O curioso é que tenho encontrado ambientes dedicados à tarefa de fazer com que nossas memórias fiquem mais bem organizadas, adquiram visibilidade e sejam preservadas. Falarei um pouco sobre alguns deles aqui.

1000 MemoriesImagem

É uma espécie de site de rede social, na qual o usuário pode postar fotos antigas e incluir metadados que as contextualizem, como data, local, pessoas presentes, histórias, etc. Essas fotos vão para uma “shoebox” (caixa de sapatos) online, onde ficam armazenadas e seguras em relação às marcas do tempo.

Também é possível criar uma árvore genealógica da família, incluindo parentes e convidando-os a entrar na rede para colaborar. Acho, aliás, que essa é uma das funcionalidades mais interessantes do site.

Memolane Imagem

É um agregador das publicações nos principais sites de redes sociais. O usuário cria um perfil (na forma de vária lanes, ou timelines) e configura quais os serviços que serão rastreados pelo Memolane. O serviço vai incluindo automaticamente as atualizações, organizadas por dia, no perfil do usuário. A parte interessante disso é ver como os acontecimentos da vida vão se relacionando. O mais legal é que o sistema faz tudo sozinho, a pessoa só precisa continuar utilizando normalmente os recursos que estão na rede.

TimehopImagem

Na mesma linha do Memolane, é um site que trabalha agregando valor de memória às memórias que registramos na web. Mas, o legal é que ele manda por e-mail (sim, super old school) atualizações que fizemos em algum site de rede social (Twitter, Facebook, 4square ou Instagram) no ano anterior naquele mesmo dia. É interessante porque faz a pessoa perceber o que mudou de um ano para o outro, o que estava pensando um ano antes, e coisas do tipo.

CowbirdImagem

É uma plataforma para “contar histórias” (ou storytelling, para usar uma buzzword). Cada usuário possui um perfil no qual pode publicar histórias utilizando recursos como fotos, vídeos, áudio e textos. Tudo junto, ou separado, ao gosto do autor. O sistema disponibiliza uma série de recursos de categorização dos conteúdos, de maneira que depois as histórias contadas por pessoas diferentes possam ser acessadas em um mesmo local. Por exemplo, se contar uma história sobre a minha gata de estimação e utilizar a tag “cat”, ela irá para uma galeria com histórias de outros tantos gatos espalhados pelo mundo. Se eu localizar a foto em Porto Alegre (onde moro), poderei ver outros conteúdos de pessoas que também se referiram à minha cidade.

Há ainda os “Tópicos”, que são galerias especiais sobre os assuntos “First Love“, no qual várias histórias sobre o primeiro amor são agrupadas, ou “Occupy“, que agrega histórias sobre ocupações e movimentos sociais e políticos pelo mundo.

Estes são apenas alguns exemplos de recursos que podem ser utilizados na web para contarmos a história de nosso tempo. Escolha o(s) seu(s) e comece a (re)lembrar.🙂

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Eu

Ana Migowski, arquiteta de informação, mestranda do PPG em Comunicação e Informação (UFRGS), graduada em Comunicação Digital (Unisinos) e estudante do Bacharelado em Ciências Sociais (UFRGS). Apaixonada por antropologia, cinema, teatro, tecnologia e afins. Uma geek com um Q de bicho grilo. :)

Twittei

Erro: Assegure-se de que a conta Twitter é pública.

Lá no Flickr

Momento Pólen 9ª Bienal do Mercosul

Momento Pólen 9ª Bienal do Mercosul

Mais fotos
%d blogueiros gostam disto: